A decisão

Acho que antes de jogar aqui minhas idéias e links e devaneios, devo ao menos tentar explicar como isso tudo começou. Então aí vai um resuminho! 🙂

Conheci o Eric (meu namorido) em 2006 e depois de virarmos #bff, começamos a namorar em 2007. Tínhamos apenas 19/20 anos e nada era certo na vida, ele era estagiário de eletrônica, eu tinha começado a estudar no interior, ou seja, independência zero.

Depois de 2 anos de namoro, a vida começou a ficar mais séria: Eric foi efetivado no trabalho, entrou na faculdade e eu também seguia por esse caminho. Só nos víamos nos finais de semana e sempre estávamos cansados e desanimados…

1 Post - Setembro 2015

Foi aí que começamos a cogitar a possibilidade de morarmos juntos e sozinhos! Não ganhávamos bem, não sabíamos cozinhar, não tínhamos noção de nada mas a vontade de estarmos juntos era grande e começamos a procurar apartamentos dentro do nosso orçamento restrito.

Nossas famílias moravam bem próximas, na Mooca e no Cambuci, e como achávamos que precisaríamos de um certo apoio, principalmente no início, entramos no acordo de tentar morar perto deles também, afinal, qualquer coisa dá pra correr pra Mãe né? rsrs..

Outro ponto que influenciou muito na nossa busca foi a facilidade de acesso à transporte público e serviços, já que não tínhamos (e continuamos não tendo) carro.

Procuramos bastante na internet, mas na época, em 2009, não havia tanta opção, muitas imobiliárias ainda não tinham se associado ao Zap Imóveis ou Imovelweb, o que dificultava a busca. Por esse motivo, passamos a sair pelos bairros próximos nos finais de semana, atrás daquelas benditas plaquinhas de ‘aluga-se’.

Evitamos procurar casas pela questão da segurança e do preço, mas achamos diversos apartamentos com preços bem razoáveis, porém descobrimos a questão do bendito condomínio e do IPTU, porque né.. Se vc ainda é um ‘semi-adolescente’ e mora com os pais, eles pagam as contas e , vc nem fica sabendo que essas coisas existem! Mas elas são reais e mais.. SÃO CARAS!

Depois de ver os valores de alguns condomínios, percebemos que quanto mais lazer a afins tinha nos prédios, mais caro era. E não precisávamos de um salão de festas, playground, piscina, área gourmet, nada. Só queríamos um teto pra ficarmos juntos, num lugar decente, com um colchão, uma tv e um microondas. Repara na humildade, no amor sincero.. Mas era bem isso mesmo! rsrs

E como que a gente ia achar um apê que coubesse no orçamento?? Eu sempre morei em prédio baixo, sem elevador ou porteiro, mas não tinha ideia sobre a questão do condomínio e quando conferimos o preço, começamos a reparar nos prédinhos sem elevador e tcharam! Encontramos o nosso! ❤

Ficava perto do Largo do Cambuci, 20 minutos a pé da casa da mãe do Eric e 10 minutos da casa a minha mãe, com mercado, padaria, banco, correio, lojas, hospitais, ponto de ônibus, fácil acesso ao Centro e à Avenida Paulista.

Largo do Cambuci à noite.
Largo do Cambuci à noite.

Aí veio a segunda parte difícil: falar pra nossa família sobre a nossa decisão. Achavam que era ‘fogo de palha’, que não ia pra frente, mas vendo que o negócio era sério, todos se uniram para ajudar! Apesar de não termos nos casado, ganhamos muita coisas das nossas famílias e conseguimos montar nossa humilde residência antes do Natal de 2009.

Morando juntos e dividindo as contas, passamos a dar mais valor ao dinheiro, a tentar empregá-lo da melhor maneira possível. Descobrimos lugares de móveis e artigos usados, um site de leilão, sempre estamos atentos às promoções e descobrimos um novo hobby: buscar imóveis.

Parece uma coisa meio louca, né?! Mas gente, como eu adoro isso… Basta um amigo chegar dizendo que está de mudança, que ainda não achou o lugar que eu já entro em ação! E mais: fico indignada quando vejo que alguém fez um mau negócio! rsrs

Na verdade mesmo, eu busco aleatório, toda semana, e sempre vejo ofertas incríveis! Se pudesse, me mudaria toda hora! Mas mudança cansa (e custa) muito, então eu me contento só em ver.. 😛

Bom, foi isso… Aos poucos, quando for conveniente, vou contando um pouco mais da vida, mas sem perder o foco do blog, claro! 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s